rituals_slow-down_cmyk-001-1680x1120

«Slow Cosmetic» – Como Cuidar Melhor da Sua Pele

O movimento «slow»

O dia a dia das grandes cidades é uma autêntica corrida de obstáculos. Entre trânsito, transportes, compromissos e horários, cada segundo do nosso dia é passado com uma «meta» em mente. Perdemos a conexão com a Natureza e esquecemos, muitas vezes, o mundo que nos rodeia, adotando hábitos e atitudes que prejudicam o ecossistema. Marchamos todos na mesma direção, sem parar para refletir se esse é realmente o rumo que queremos seguir. O resultado: ansiedade, stress, saúde fragilizada.

Para responder a esta tendência e recuperar a tranquilidade, surgiu a filosofia «slow», centrada na crença de que todos podemos levar uma vida mais tranquila e mais consciente de nós próprios e do mundo que nos rodeia.

«Slow cosmetic»: o que é?

A filosofia «slow» tem dado muito que falar. Muitos livros já foram publicados sobre o assunto e o tema tem sido adaptado às variadas esferas da vida quotidiana, incluindo a moda (o movimento «slow fashion», que defende um consumo mais consciente de peças de roupa e acessórios) e a cosmética.

O movimento «slow cosmetic» tem como base quatro princípios:

1. Eficácia

Os produtos cosméticos devem estar direcionados para as necessidades da pele (limpeza, hidratação e proteção). Para tal, a fórmula dos cosméticos deve dar prioridade aos ingredientes naturalmente ativos que beneficiam a pele, esquecendo as fórmulas patenteadas e exclusivas que, na maioria, são ambíguas relativamente à sua eficácia. Devem ser evitados os ingredientes inativos ou desnecessários.

2. Sustentabilidade

Recentemente, fiz uma avaliação de pele junto da técnica de uma conhecida marca. O diagnóstico foi pele oleosa, com primeiras rugas – nada que eu não soubesse. A surpresa surgiu quando a técnica me apresentou a lista de produtos recomendados para as necessidades da minha pele: dois produtos de limpeza, um tónico, um creme de noite, um creme de dia, um creme de olhos, um sérum e um aperfeiçoador para preparar a pele para a maquilhagem. Oito produtos para serem usados na rotina diária e, ainda, uma máscara e um esfoliante para usar 2 a 3 vezes por semana. Não será um exagero? perguntei. Para ter um cuidado completo, tem de usar todos os produtos, pois cada um tem uma fórmula específica, foi a resposta.

A verdade é que nenhuma pele, seja qual for a sua condição, precisa de um número tão elevado de produtos porque os ingredientes são comuns entre fórmulas. Basta comparar os rótulos e perceber que não há diferenças nos ingredientes ativos, mas sim nos ingredientes que influenciam a textura do produto. Esta é só mais uma técnica de vendas das marcas a que o movimento quer por fim.

3. Ecologia

A cosmética é uma das indústrias mais poluentes. A utilização excessiva de embalagens de plástico e a própria fórmula dos produtos (como as esferas presentes nos esfoliantes, por exemplo) são altamentes prejudiciais para o ambiente. Para minimizar o impacto ambiental, devemos optar por ingredientes naturais e orgânicos, evitando ingredientes sintéticos, que comportam uma maior carga ambiental. E, já agora, antes de comprar um creme de rosto, verifique se a marca realiza testes em animais. A lista da PETA já inclui mais de 3400 marcas cruelty free.

4. Ética

O ingrediente mais importante da vida em comunidade é o respeito pelos outros. Os ingredientes usados nos produtos cosméticos devem ser obtidos através de uma política de comércio justo, respeitando os trabalhadores e rejeitando a exploração. O preço dos produtos deve refletir o equilíbrio entre o valor mais justo para o consumidor e o os custos associados à produção. Afinal, de que serve cuidarmos da nossa beleza, se, com isso, contribuímos para um mundo mais feio?

No fundo, o objetivo desta tendência é tornar os consumidores mais curiosos e críticos acerca dos produtos que aplicam na pele. Começar é simples: a informação é a chave para todo o processo. Leia os rótulos dos produtos, procure marcas orgânicas, biológicas e cruelty free. Compre apenas os produtos de que realmente necessita. Escolha embalagens maiores para reduzir o consumo de plástico ou opte por marcas com programas de reciclagem de embalagens. Transforme a rotina de cuidado da pele num momento mais consciente, onde não só está a cuidar de si, mas também do mundo que a rodeia.

Lídia Tavares Dias

https://www.linkedin.com/in/lidia-tavares-dias

Foto: Rituals

 

Artigos recentes

Gravidez: Estado de graça?

Será a gravidez um momento cor-de-rosa ou terá também o seu lado menos rosa? A gravidez é um período predominantemente de alegria, realização, uma bênção como muitas sentimos e que, como tudo na vida, também

Receitas de Outono

Chegamos ao Outono e não é por isso que temos de mudar a nossa alimentação. Partilho convosco uma receita prática, fácil e económica. Prato e sobremesa. Salada de atum  Ingredientes 2 tomates Alface Feijão-frade q.b

O preto fica mesmo bem com tudo?

O preto nunca sai de moda, atravessa todas as épocas e pode ser usado por qualquer pessoa em qualquer ocasião. Uma cor imensamente versátil e que nunca compromete. No entanto, há que saber tirar o

A Super Mulher usa capa

Sabem sobre o que escrevi no ano passado por esta altura? Sobre tshirts! Faz um ano e elas continuam por cá. Mensagens e mais mensagens estampadas ao peito de tantas fashionistas. Vimos também que era

3 Máscaras Faciais para fazer em Casa

Eis os três elementos essenciais para um verdadeiro momento de relaxamento: uma boa música, um livro e uma máscara para o rosto… Todas nós reconhecemos as maravilhas que uma boa máscara facial pode proporcionar, não