34eeb976f5bafecafb3ce47e30f3c390

Bandoletes ao vento

Venho aqui, mais uma vez, assumir-me como uma total e completa Vítima da Moda. E falo-vos do coração, como sempre.

          Pegando na minha nostalgia de infância, conto-vos uma história antiga (porque julgo que vem de lá inconscientemente esta minha paixão): com apenas 4 anos na Disneyland Paris, fiz uma das mais épicas birras da minha vida. Onde tudo eram bonecos, castelos e diversões: eu fiz questão de bater o pé e só descansar quando tivesse na minha cabeça a mais bela bandolete daquele mundo encantado. Fui tão insuportável que ainda hoje há vídeos que documentam os meus olhos ainda encarnados e um enorme sorriso porque tinha na cabeça a maior bandolete da Europa.

Terão já reparado vocês, que andam por aí enfeitadas as cabeças europeias com enormes adereços? Enormes! Ao início torci o nariz.
          Até que me passeei longamente pelas lojas e foi amor à primeira vista:

Qual Rainha de Inglaterra, qual quê! Eu mesma andarei com esta bandolete que mais parece uma tiara. Decidi perceber de onde veio e qual a inspiração desta moda e foi muito simples: é mais uma moda dos anos 90 que veio fechar a segunda década do  milénio.

Há de tudo: estruturadas ou flexíveis, monocromáticas ou coloridas, estampadas ou de renda. Para festas, as estruturadas. Para o dia a dia, as mais pequenas e simples.

          É uma derivação da moda dos ganchos, da qual já falámos. Lembram-se?

E é isto! Perdoem-me as partilhas mais pessoais, mas não resisti.

Agora, toca a decorar a cabeça e a mente.

Francisca Pedra Soares, Consultora de Comunicação

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Artigos recentes

Vinte Vinte. Um clássico azul

Está aí a virada do ano (como diriam os brasileiros), só que desta vez, alto e para o baile: vira o ano e também vira a década: chega Vinte Vinte. As expectativas são altas, os

À Conversa com Ana Rendall

Atrás dos looks da semana e das redes sociais da Dress for Success® Lisboa (DFS) está a Ana Rendall. Uma mulher de ideias fortes, com um sorriso discreto que guarda todo o carinho do mundo

In the sha-a, sha-a-adow

Neste momento, provavelmente estamos todas com a mesma música na cabeça, a duvidar da letra. Ótimo, estamos todas na mesma página, podemos avançar. Se no verão passamos bem sem base, no outono já nos faz

Save for a dress, save for your success

No dia 31 de Outubro celebra-se o dia mundial da poupança. Quase todos os dias ouvimos falar nela, em como é importante e como nos devemos esforçar para amealhar o máximo possível. Mas antes de

A Alimentação que nos faz sentir bem!

As problemáticas associadas a uma má alimentação, são hoje muito debatidas, com o aumento dos níveis de obesidade (22% dos portugueses têm obesidade e 34% pré-obesidade, de acordo com estudo recente do Instituto de Saúde

O dia do Animal é todos os dias

Em mais de metade da minha vida vou sendo médico-veterinário. Logo no início da minha carreira optei por viver fora de Lisboa e fui para o nordeste transmontano. Saí da capital que me viu nascer