Captura-de-ecrã-2021-02-11-às-21.40.35

Como as cores podem influenciar a nossa percepção do nosso lar

Hoje vamos falar das cores. Poderás ter escutado alguma vez coisas como: «o branco não é acolhedor» o «o azul é inspirador», e por isso que vamos falar do efeito das cores no nosso organismo e como aplicá-los à decoração.

Comecemos pelo início: o que são as cores? As cores resultam da perceção pelos nossos olhos de radiações eletromagnéticas que são interpretadas pelo cérebro criando uma cor. Existem diferentes áreas que estudam as cores e os seus efeitos no organismo, como é a cromoterapia ou terapia das cores. Vamos rever os efeitos das cores no organismo e organizar o nosso lar com as cores com que mais nos identificamos.

VERMELHO – É uma cor com propriedades estimulantes aumentando a energia e facilitando a circulação do sangue. É comum usá-lo para combater a apatia física, a congestão e o reumatismo. Associa-se ao perigo, à paixão e à energia. No lar, a cor vermelha combinada com cores neutras, cria ambientes confortáveis e acolhedores.

LARANJA – Caraterizado por ser um estimulador da atividade mental, o laranja proporciona vitalidade e otimismo. Está indicado para a melhoria da saúde emocional, comunicação e criatividade. Também fomenta a felicidade, o bom humor e entusiasmo. O seu uso na decoração deve ser em grandes salas porque produz um efeito redutor do espaço

AMARELO – O amarelo estimula a energia e é purificante proporcionando vitalidade e alegria. Pelo seu efeito estimulante, está indicado como um antidepressivo. Por ser uma cor forte, quando é usada na decoração temos de ter atenção ao espaço onde o queremos usar: na sala fica alegre, mas nos quartos pode chegar a ser perturbador.

VERDE – É um equilibrador do sistema nervoso e circulatório, produzindo um efeito calmante e sedativo.  Os quartos pintados com verde facilitam o bem-estar e relaxação, mas deve ser com um tom claro porque senão o efeito relaxante desaparece

AZUL – O azul é uma cor que estimula a relaxação gerando paz e tranquilidade. É comum utilizá-lo para o tratamento da insónia e do stress devido à sua capacidade de transmitir, calma, harmonia e paz. Na decoração recomenda-se utilizar uma cor clara para atingir a tranquilidade. O seu uso numa tonalidade mais escura criará um ambiente sombrio.

BRANCO – Na cultura oriental o branco é a cor da morte, mas na ocidental é pureza, inocência e paz. Simboliza a saúde e limpeza, mas o seu uso abusivo pode gerar esgotamento e desorientação

PRETO – Uma cor escura, associada ao mistério e ao mal, mas também associado à seriedade, poder e elegância. Por ser uma cor que não reflete a luz, reduz os espaços.

Agora já podemos adaptar o nosso lar às cores que mais nos beneficiem.

Até ao próximo mês.

Mª Covadonga Aparicio Garcia
Blogger de Organização

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Artigos recentes

Menos é mais

Serei a única que sente que desde março do ano passado vivemos num daqueles filmes nada originais em que a personagem principal vive o mesmo dia vezes e vezes sem conta, onde não importa o

Somos pessoas com sorte

Passam 10 anos desde que eclodiu a guerra na Síria e não se vê o fim a aproximar-se. Milhares e milhares de pessoas fogem do país e ficam a viver em campos de refugiados que,

Um desafio chamado Amor-Próprio

Amor-próprio é um conceito tão simples e tão complicado ao mesmo tempo. O amor-próprio é um estado de bem-estar consigo mesma, que influencia o seu relacionamento com os outros, a nível pessoal e profissional. Não

A relação entre a Saúde e as Emoções

Já alguma vez se interrogou sobre a relação íntima entre a saúde e as emoções? A maioria de nós, nos dias que correm, ainda tem muita dificuldade em expressar as suas emoções, porque assim fomos

Dicas para uma vida de Rock Star

Quem nunca ouviu falar dos Guns N’ Roses? Certamente que, mesmo não sendo fãs, sabem de quem se trata. Em meados da década de 90, depois de uma carreira brilhante e cheia de sucessos, a