Captura de ecrã 2021-01-30, às 16.10.41

Disponível para dançar com as suas emoções?

As emoções são o «reactor da vida» por este motivo torna-se essencial não só aprender o que são e para que servem, mas também entender a sua linguagem para que possamos aplica-la no nosso dia-a-dia.

A palavra emoção vem do latim ex-movere, que significa «mover para fora», ou seja, é a expressão de algo se quer materializar, manifestar, mostrar. A ideia base é o movimento.

Então, o que são as emoções? São um estímulo fisiológico que ocorre no nosso corpo e surge em resposta a algo. Pode ser um estímulo externo (uma situação, uma conversa) ou interno (um pensamento, uma memória, etc.).

E para que servem? Servem para nos guiar, são o nosso GPS, ou seja, orientam-nos para entrar em acção. Só quando percebemos o que sentimos é que podemos agir.

Onde se sentem? No corpo.

Em síntese, emoção é pura informação, sentida no corpo, que nos convida a mergulhar no nosso interior com o intuito de a colocarmos em movimento.

A maioria da Humanidade, nos dias que correm, ainda tem muita dificuldade em expressar as suas emoções porque assim fomos ensinados como sociedade. Em consulta tenho vindo a constatar uma falta de coerência interna no ser humano ou seja, há discrepância entre o se sente, pensa e verbaliza e é, exactamente, esta situação que leva à manifestação da doença.

Pois bem, uma das várias formas de trabalhar a linguagem das emoções é através da dança.

É uma oportunidade fantástica para sentir, expressá-las no corpo em movimento, abrindo portas do inconsciente, das memórias guardadas e encerradas no corpo, ajudando a reconhecê-las, dando-lhes consciência e propósito.

Este é o mote lançado pela Bibi Fernandes no seu excelente programa «Dançando com as emoções», onde o objectivo é alinhar o corpo físico, emocional, mental e espiritual permitindo desenvolver a tal Coerência interna que tanto nos falta mas essencial em termos de saúde. Ao mesmo tempo temos a oportunidade de potenciar o amor e valor próprio permitindo, gradualmente, desconstruir as muralhas de defesa à nossa voltar ajudando-nos a revelar todo o nosso potencial interior sem medo que o mundo nos coloque um rótulo.

Desafio-vos a ganharem coragem para assumirem o Vosso Eu verdadeiro e expressarem-se livremente através da «Dança com as Vossas emoções».

 Para os interessados convido-vos a visitar o site  www.bibifernandes.com que tem outros programas de dança igualmente interessantes sempre com o mote de trabalhar o Ser Humano na sua totalidade.

Ana Marta Araújo
Homeopata Clássica Unicista
www.ama-homeopatia.com
FB: homeopatia ana marta araujo

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Artigos recentes

Coloque o seu melhor acessório: o Sorriso

A Imagem é fundamental, sendo indiscutível a sua importância, tanto a nível pessoal como profissional. Cuidar da imagem é sinónimo de autocuidado, confiança, autoconhecimento, valorização, de autopoder e até de profissionalismo. Todos os dias tem

Desmistificando: Body Positivity

O conceito Body Positivity, traduzido para «Positivismo Corporal» define a ideia de que todos os corpos devem ser aceites e amados independentemente dos estereótipos marcados pelas culturas e sociedades. Algo básico, não? Podemos olhar para

Este ano o Carnaval é outro!

Longe de mim falar-vos de Carnaval em tempos difíceis e de grande preocupação para todos. O Carnaval passa para segundo, terceiro, quarto … plano e muito bem. Mas aproveito-me (do Carnaval) para vos falar de

À Conversa com Nuno Costa

Nuno Costa, Personal Trainer de Profissão, fala-nos de como o exercício físico é um dos melhores aliados do bem-estar psicológico, especialmente em tempos de pandemia. Porquê uma carreira virada para o desporto e o que

A coragem para a mudança

A vida é uma constante prova de superação dos nossos anseios e medos mas também uma constante prova de coragem, que nos liberta das amarras que nos bloqueiam para ir mais longe, para ir por