Purple Suit Social

Save for a dress, save for your success

No dia 31 de Outubro celebra-se o dia mundial da poupança. Quase todos os dias ouvimos falar nela, em como é importante e como nos devemos esforçar para amealhar o máximo possível. Mas antes de entendermos como, vamos primeiro perceber o que é.

A poupança é a diferença entre aquilo que recebemos e aquilo que gastamos. Por não sabermos o que nos vai acontecer no futuro, devemos sempre guardar parte dos nossos rendimentos para tratar de possíveis emergências. Sem poupança, uma despesa de saúde repentina, uma avaria num eletrodoméstico ou uma perda de rendimento inesperada pode vir a ser uma catástrofe.

Poupar nem sempre é fácil: exige esforço e estratégia, mas no final vai compensar.

Não há um limite mínimo para poupar. Na verdade, a soma de pequenas poupanças pode ser maior do que à partida imaginou. Comece com uma quantia simples, equivalente por exemplo a 10% ou 5% do seu salário. Mais importante do que o montante é criar o hábito de poupar todos os meses e de forma automática. Uma dica importante é fazê-lo assim que recebe o salário, em vez de economizar as sobras de cada mês.

A tendência do ser humano é gastar tudo o que tem, mas não ceda à tentação. Faça um orçamento mensal, que englobe os rendimentos, despesas e objetivos de poupança. Analise frequentemente as contas e perceba se existiram grandes oscilações num mês e o motivo pelo qual isso aconteceu. Todos temos direito a pequenos luxos, seja a compra daquele vestido ou aquelas férias, mas é importante que estas despesas não comprometam as suas poupanças. Então, em vez de gastar, canalize parte do dinheiro que amealhou para uma solução de investimento que esteja ajustada ao seu perfil de investidor. Ter o dinheiro parado dificilmente é uma boa solução. Mas atenção, nunca invista em algo que não compreende. Mesmo que se trate de um simples depósito a prazo, é importante que conheça as especificações do produto onde vai aplicar as suas poupanças.

Tudo isto lhe soa pouco familiar? Então, porque não aproveita o mote e começa hoje a criar novos hábitos de poupança? 

Lígia Maria Nunes, Economista

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Artigos recentes

In the sha-a, sha-a-adow

Neste momento, provavelmente estamos todas com a mesma música na cabeça, a duvidar da letra. Ótimo, estamos todas na mesma página, podemos avançar. Se no verão passamos bem sem base, no outono já nos faz

A Alimentação que nos faz sentir bem!

As problemáticas associadas a uma má alimentação, são hoje muito debatidas, com o aumento dos níveis de obesidade (22% dos portugueses têm obesidade e 34% pré-obesidade, de acordo com estudo recente do Instituto de Saúde

O dia do Animal é todos os dias

Em mais de metade da minha vida vou sendo médico-veterinário. Logo no início da minha carreira optei por viver fora de Lisboa e fui para o nordeste transmontano. Saí da capital que me viu nascer

Aguenta coração…

Quando fazemos uma pesquisa em qualquer motor de busca pela web com os termos “epidemia do século XXI”, os resultados não podiam ser mais variados. Seria o pânico de qualquer hipocondríaco. Diabetes, obesidade, Alzheimer… Todas

É Menino ou Menina?

O título é uma brincadeira. Remete para o momento em que sabemos que alguém está grávida; primeira pergunta: É menino ou menina? E esse é o mote para falarmos de moda sem género. Unissexual.  Estaremos

Como manter o armário organizado?

Uma das maiores dificuldades para as mulheres é conseguir manter o roupeiro organizado. Seja por preguiça, ou porque custa tirar peças que achamos que daqui a algum tempo vamos usar, a verdade é que esta