CoverJackson_Land

Save the planet but make it fashion

A explosão populacional, o crescimento económico, o uso de energias poluidoras e a forma como o Homem encara a natureza como uma matéria-prima a ser explorada, são as principais causas que levaram ao aumento da degradação do nosso planeta. Hoje em dia, é bastante difícil falar de evolução humana, sem trazer à superfície alguns dos piores cenários criados pelo Homem no planeta terra, como é o caso do aquecimento global.

Ao andar pelo feed do Instagram nestes últimos tempos tenho-me deparado com imensas causas de sensibilização para os problemas ambientais: desde escovas dos dentes feitas de bamboo, a desafios para limpar praias e ainda a manifestações de alunos para defender esta causa (como a que ocorreu na passada sexta feira dia 15 de março em Lisboa). A verdade é que apesar de parecerem pequenos gestos e às vezes até mesmo insignificantes, têm um gigantesco impacto no nosso planeta. Cada vez mais a sustentabilidade é um tema que deve ser debatido vezes e vezes sem conta, pois se não formos nós a tratar do nosso planeta agora quem o fará? Ou melhor, por quanto mais tempo é que teremos o privilégio de poder ter um planeta ao qual chamamos casa?

Muitas marcas de roupa tem aderido a esta nova tendência (se é que lhe podemos chamar assim), e disseram basta ao uso de peles de animais nas suas colecções.

  • Coach

A empresa multinacional americana de moda de luxo anunciou a 23 outubro de 2018, que iria deixar de usar pelo verdadeiro, uma decisão que já foi aplicada na nova colecção apresentada na fashion week deste ano.

«Entendemos que por parte dos nossos funcionários e consumidores que era um tema importante para eles que nós fizéssemos alguma coisa perante este assunto» – CEO da marca Joshua Schulman para uma entrevista na Business of Fashion.

  • Jean Paul Gaultier

Desde novembro de 2018 que Jean Paul Gaultier confirmou a sua decisão de deixar de usar pelo de animal nas suas colecções futuras. Desde o início da sua carreira sempre usou pelo verdadeiro porém o próprio admite que «a forma como matamos os animais é absolutamente lamentável».

  • Burberry

Marco Gobbetti, CEO da empresa, numa entrevista ao Bussiness of Fashion afirmou que a partir de 2019 as colecções da Burberry não teriam mais espaço para pelo de animal.

  • Versace

A partir das colecções apresentadas este ano Donatella Versace, o ícone da moda italiana afirmou numa entrevista a Luke Leitch para a revista 1843: «Pelo? Estou fora disso. Eu não quero matar animais para criar moda. Não me parece correcto.»

  • Michael Kors e Jimmy Choo

Comprometido a deixar o pelo verdadeiro no passado Michael Kors tomou esta decisão em dezembro de 2017, não só na sua própria marca como também na Jimmy Choo, marca de sapatos de luxo que o designer adquiriu em julho de 2017.

  • Gucci

 A novidade foi anunciada pelo CEO Marco Bizzari, na conferência de Kering Talk, no London College of Fashion. Juntamente com a organização Fur Free Alliance, a Gucci usa agora materiais alternativos ao pelo de animal e ainda leiloou todas as peças de colecções anteriores que tivessem este material.

  • Chanel

A grande casa de moda francesa anunciou que deixaria de usar peles e pelos exóticos nas suas futuras criações. Todo o material que foi visto no desfile de Métiers d’art 2019, eram versões sintéticas de pele de crocodilo, lagarto, cobra entre outros.

Bruno Pavlovky, presidente da Chanel Fashion e Chanel SAS comentou o assunto: «Nós tomámos esta decisão porque pairava no ar, mas não é um ar que nos foi imposto. Foi uma escolha livre».

Muitos anos de erros foram cometidos. Porém estas e outras marcas tomaram consciência e conseguiram ver que o que praticavam antigamente não era a melhor solução para o planeta. Passaram assim a seguir o caminho mais ecológico e fazem promessas de que o melhor ainda está para vir. Este foi apenas um exemplo de mais uma área que deu uma volta de 360º graus nos seus tecidos para os transformar num mundo melhor, porém apesar de ser mais uma conquista, ainda há muito a percorrer no que toca a reparar os danos feitos no meio ambiente.

E tu? De que estás à espera para tornar o mundo um lugar melhor?

Carolina Freitas

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Artigos recentes

É Menino ou Menina?

O título é uma brincadeira. Remete para o momento em que sabemos que alguém está grávida; primeira pergunta: É menino ou menina? E esse é o mote para falarmos de moda sem género. Unissexual.  Estaremos

Como manter o armário organizado?

Uma das maiores dificuldades para as mulheres é conseguir manter o roupeiro organizado. Seja por preguiça, ou porque custa tirar peças que achamos que daqui a algum tempo vamos usar, a verdade é que esta

Combinações de Norte a Sul

Influenciada pela nova campanha De Norte a Sagres, decidi pensar num roteiro para este Verão: bonitas parelhas de praia e fato de banho/biquíni condizente.           Em Julho ainda chovia. Acredito, então, que o Verão virá

À Conversa Com Margarida Beja da H Sarah Trading

É dever de cada cidadão batalhar contra os abusos ambientais que acontecem no nosso planeta. Sabendo que a indústria da moda é a segunda mais poluente do mundo, devemos contrariar esta estatística. A reciclagem têxtil

Um leque de possibilidades

Um leque é composto por tiras: este tem 5. E ao contrário do que costumo fazer, o meu foco não é simplesmente as tendências da moda mas o que realmente devia ser moderno toda a