Captura de ecrã 2020-05-08, às 11.52.22

Teresa Durão – Presidente da Dress For Success ® Lisboa

Foi em 2012 que tudo começou em Lisboa. Desde então, com Teresa Durão na linha da frente do nosso projecto, a Dress For Success ® Lisboa (DFS) já ajudou 3138 mulheres a reencontrarem o seu caminho profissional, a sua autoestima e confiança.

Somos 1 dos 25 países que leva a cabo uma missão muito própria, que doa vestuário e calçado que garanta a cada beneficiária uma primeira impressão verdadeiramente impressionante nas suas entrevistas profissionais.


Tudo isto é muito mais que uma doação de roupa. O que queremos realmente dar a estas mulheres que nos procuram?

A nossa visão a nível mundial é:

«contribuir para um mundo onde as mulheres não vivam em situações de pobreza; queremos um mundo sem descriminações, onde todas as mulheres sejam tratadas com dignidade e respeito».

A nossa intervenção é feita com muita diplomacia; começamos por trabalhar a sua autoestima, valorizando a sua imagem e fortalecendo a sua confiança. Depois de terem passado pela nossa Boutique, onde são recebidas e atendidas por voluntárias especializadas em consultoria de imagem, inicia-se um processo em que o nosso acompanhamento é constante. Nós damos-lhe um sentido de vida com objetivos definidos. Nem todas conseguem integrar numa primeira fase o mercado de trabalho, mas através do nosso Centro de Carreira, tudo fica mais agilizado. Na realidade, a partir do momento em que entram pela porta da Dress inicia-se um processo de mudança. A imagem e a roupa que doamos a cada mulher é a abordagem com que iniciamos a sua transformação.

Apesar da nossa intervenção ter uma característica diferenciadora por ser a única Organização que trabalha a imagem como fator de confiança e autoestima, vamos muito mais além do fornecimento de modelos de roupa para contextos profissionais. Ao longo dos anos fomos evoluindo para uma abordagem holística para ajudar as mulheres a alcançar a sua independência económica. Ao oferecer mentorias, workshops, oportunidades de networking, coaching profissional, sessões simuladas de entrevistas, a organização não tem apenas o objetivo de ajudar mulheres a encontrar emprego, mas também garantir que se destaquem e que evoluam profissionalmente. A métrica onde medimos o nosso impacto é na retenção do posto de trabalho e consequentemente a melhoria das condições de vida.

Com as perspectivas de que o Covid-19 pode fazer aumentar a taxa de desemprego em Portugal em cerca de 3% (fonte: Comissão Europeia, através do Jornal Económico) em 2020, a nossa missão ganha novas proporções?

Lamentavelmente, fomos surpreendidas com a propagação da pandemia do COVID-19 que implicou, a nível mundial, um processo de reversão dos limitados ganhos obtidos nas últimas décadas, ou seja, a pandemia veio aprofundar as desigualdades pré-existentes, expondo vulnerabilidades nos sistemas sociais, políticos e económicos. Em todas as esferas, da saúde à economia, da segurança à proteção social, os impactos do COVID-19 são exacerbados para as mulheres.

Perante este contexto a nossa missão ainda se tornou mais imperativa, temos noção de que as nossas clientes precisam de nós mais do que nunca, por isso não nos limitámos a fechar as nossas portas, e em menos de 4 semanas dinamizámos a nossa intervenção de forma virtual.

Em primeiro lugar, foi necessário contactar as nossas clientes e tomar conhecimento da situação que estavam a viver e que tipo de ajuda precisavam. Contámos com os nossos parceiros no apoio às necessidades básicas, pois a maioria das nossas beneficiárias são o sustento da família, nesta fase não as podemos deixar sozinhas.

Em 2012 quando a Dress For Success Lisboa abriu portas, o país atravessava uma enorme crise, e a percentagem de desemprego feminino era de 15,5% (conforme dados do INE). Ao longo destes 8 anos muitas conquistas foram alcançadas, as mulheres tornaram-se agentes de mudança, líderes pelo exemplo, investiram na sua educação e chegaram a lugares de destaque nas suas carreiras. Se, à época, conseguimos ultrapassar essa crise, hoje muito mais munidas de conhecimento, resiliência e determinação, vamos certamente superar o que estamos atualmente a viver.

Que iniciativas tomou a DFS para se adaptar ao novo contexto do dia-a-dia? Quais das antigas são agora digitais?

No momento, temos uma prespectiva de empregabilidade muito diferente de há 3 meses. As empresas que ainda têm capacidade de contratar colaboradores, estão a fazer recrutamento através de entrevistas virtuais, o trabalho remoto poderá ser uma nova oportunidade com maior produtividade em algumas das áreas. Muitas das mulheres que perderam o seu emprego estão agora a obter um conjunto de novas ferramentas que ajudarão a encontrar outras oportunidades.

Estamos empenhadas em preparar as nossas clientes para uma nova era «a digital». O diagnóstico que fizemos ao longo destes 3 meses, mostrou-nos que 60% não estão familiarizadas com estas tecnologias, e 15% nem sequer têm um computador, ou acesso à Internet. No nosso programa da Academia do Desenvolvimento, onde opera o nosso Centro de Carreira, estamos a preparar um espaço onde por marcação prévia as possamos orientar e proporcionar acesso a entrevistas de emprego via plataformas digitais.  Iremos continuar a apostar nas sessões virtuais com oradores especializados nas áreas de linkedIn e redes sociais, gestão do stresse, empreendedorismo, Gestão do Networking na carreira, Oportunidades de emprego e como se prepararem, condução de entrevista de emprego por vídeo. A adesão às sessões tem estado muito além das nossas espectativas, e trouxe-nos novos rostos que irão continuar a receber o nosso apoio.

Prevê que no futuro continuemos a ser uma Dress mais Digital?

Sim estou certa de que o caminho será muito por aí. Mas será preciso que a Dress For Success Lisboa feche novas parcerias, obtenha apoio financeiro para se poder fixar e desenvolver um plano estratégico sustentável para ser mais digital.

Serão necessários, mais meios e recursos para que possamos desenhar um futuro na via digital. Estes 3 meses não foram uma paragem, pelo contrário temos trabalhado imenso para podermos interagir com as nossas clientes, sentimos também necessidade de reforçar a equipa com elementos que possam trazer valor a esta nova forma de trabalharmos. 

E para que a nossa missão continue a mudar vidas em Portugal, de que ajuda precisamos das nossas leitoras e seguidoras?

As nossas leitoras e seguidoras têm sido um veículo importantíssimo na comunicação do projeto, pois há 8 anos quando se falava da Dress For Success Lisboa eram poucas as pessoas que conheciam o projeto e muito menos as que tinham conhecimento do que realmente fazíamos. Estamos gratos a todas(os) que nos têm acompanhado e ajudado a fazer o projeto crescer.

Precisamos que nos continuem a doar roupa em bom estado, reforço que a Dress faz parte do Circuito da Economia Circular, não existe roupa velha, existem, sim, peças que deixámos de usar e que doamos para que outra mulher possa iniciar uma mudança na sua vida. E numa primeira fase esta ajuda é economicamente muito significativa no orçamento. Contribuímos para sustentabilidade ambiental, já que a nossa matéria-prima é a maior poluidora, «Indústria da Moda», por isso a parceria com a Sarah Trading ajudou-nos a encaminhar para reciclagem muitas peças que nos chegam em más condições. Estamos a falar em 1460 Horas de triagem de roupa, encaminhamento para reciclar, limpeza e tratamento antes de entrar no nosso Closet. Esta vertente precisa de ser mais divulgada e precisamos de mais meios para continuar a fazer este trabalho.

Que possam contribuir para as campanhas de Fund raising que vamos desenvolvendo durante o ano. Já temos algumas marcas que nos apoiam, mas gostaríamos de ter mais, é muito importante para o projeto ter este tipo de parcerias.

Mas fundamentalmente, venham conhecer o projeto, visitem no futuro o nosso espaço, saibam o impacto que cada uma de vós tem na vida das nossas clientes e como cada uma de vós contribui para tornar outra mulher economicamente independente

A Teresa conhece e faz parte do projeto desde o início. Qual foi a chama que viu há 8 anos e que, claramente, continua a arder?

Eu confesso: revejo-me em cada mulher que passa pelo projeto, seja cliente, voluntária, admiradora, seguidora.

Tal como eu, todas temos uma altura que procuramos uma mudança nas nossas vidas, e foi assim que cheguei ao projeto da Dress à procura de novas experiências, de partilhar o que melhor sei fazer, de descobrir novos talentos que desconhecia ter. Acordar todos os dias com a certeza de que poderei mudar a vida de outra pessoa, inspirar e ser inspirada. Mostrar como a gratidão é fundamental para o nosso crescimento e para sentirmos felicidade. E a Dress é tudo isto, muito mágico, muito gratificante, todos os dias temos novos desafios, conhecemos pessoas extraordinárias, orientamos muitas outras para a mudança, desconstruímos a parte menos positiva que temos e valorizamos tudo de bom que cada uma de nós tem. Tudo isto requer trabalho, resiliência e determinação, mas é absolutamente fascinante. Tal como as 3000 mulheres que passaram pelo projeto desde que ele abriu, também me tornei uma pessoa diferente, porque me inspiro todos os dias nas histórias de vida destas mulheres.,

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Artigos recentes

Luís Fernando – Coach e CEO da ALLCAN

Antes do Coaching e Desenvolvimento Pessoal, estudaste Educação Física (EF), não é verdade?  Sim! A minha licenciatura é em EF e Desporto – o meu sonho desde pequenino era ser professor de EF, a profissão

A hipérbole do consumismo

Todos nós temos aquele amigo que qualquer que seja o reboliço emocional, este só consegue ser recompensado com o movimento da passagem do cartão de crédito ao balcão de uma loja qualquer. São os que

A friendship on track to be Vintage*

Ao longo da vida saiu de cena quem não é mais de cena, e ficámos nós aqui sentados, no lugar de há muito tempo. Se nos perguntarem quanto tempo tem a nossa amizade, respondo que

O Alfaiate e a Modista

Alfaiate e e Modista: profissões seculares, tradicionais, que consistem na criação de peças de roupa de forma artesanal, um trabalho altamente manufaturado, personalizado e exclusivo. Duas profissões que surgiram em destaque na sociedade. São das