capa-catarina

X de Infinito: a história da Catarina

Catarina Marques é uma portuguesa que regressou a casa para se lançar numa aventura profissional por conta própria. Conheceu a Dress em 2017, quando vivia na Irlanda. Já em Portugal, procurou a Dress para conseguir a roupa certa para conquistar um novo futuro. Está a frequentar um programa de coaching que a tem ajudado a cumprir objectivos, e aconselha vivamente às mulheres que precisem da ajuda da Dress, a não adiarem este encontro.

1. Que tipo de apoios tem recebido da Dress?

Demiti-me do meu trabalho na Irlanda, quando decidi regressar a Portugal no início de 2020. Fiquei um período de tempo sem trabalho, no início da pandemia, e decidi contactar a Dress. Não tinha roupa apropriada para entrevistas. Tinha perdido muito peso e a minha roupa estava toda muito larga. Foi muito importante para a minha autoestima e autoconfiança ter roupa que se adequava a mim.

Foi a Ana que me atendeu e ela foi espetacular. Deu-me algumas dicas que uso ainda hoje em dia. Quando ela me tirou uma foto do antes e do depois, fiquei impressionada. Outras pessoas a quem mostrei a foto também notaram a diferença. Isto deu-me um boost de confiança.

Também estou a fazer um programa de coaching com a  Cisco, que ainda está a decorrer, e tenho estado a adorar. A minha mentora tem-me ajudado a delinear objectivos para a minha vida pessoal e profisisonal, principalmente a nível da organização pessoal. Basicamente, estou sempre com muitas ideias em mãos e nunca me consigo focar em nada específico. Ter uma pessoa que está ali só para nós, dá-nos um outro foco e não estamos sempre a adiar as coisas. Tenho estado a conseguir cumprir objectivos! Aconselho vivamente às beneficiárias da Dress que façam este tipo de Programa, porque realmente é uma grande ajuda.

Também participei recentemente no Workshop “I am remarkable”. Basicamente referia que temos de saber dar valor às nossas conquistas e a expô-las ao mundo. As nossas conquistas não falam por si mesmas. Se não falarmos delas, nunca ninguém as vai conhecer nem ao nosso valor.

2. Destes apoios, qual teve maior impacto na sua vida?

Todas as ajudas foram importantes no momento em que eu as tive. Mas se tivesse de escolher uma, escolheria a parte do mentoring, porque ter uma pessoa one-to-one a orientar-nos acho que é de um benefício imenso. Tem tido um impacto bastante grande tanto a nível profisisional, como pessoal.

Neste momento considero que tenho muita sorte, porque estou a trabalhar para a empresa do meu pai, na minha área, o marketing e vendas, e sinto-me bastante confortável, segura e gosto muito da área de negócio.

Mas tenho outro projecto a nível pessoal que está agora a começar, que é dar aulas de Português para estrangeiros. Já consegui 2 alunas depois de começar o meu coaching! Poderá ser algo que eu queira fazer como freelancer mais para a frente, quase em regime de part-time. Este é um dos objectivos que está assim um bocado nebulado, mas é para aí que também quero caminhar, mantendo estes 2 projectos.

3. Como foi a experiência de ir à loja da Dress? Recebeu alguma peça que tenha gostado especialmente?

Na verdade, eu adorei as peças todas. Mas, se tivesse de escolher uma… gostei imenso de uma calças que tinham um detalhe de lado que acompanhava a perna toda, e eu achei que fazia uma perna muito elegante e dava um look diferente. Mas houve várias outras peças que gostei e que se fosse à loja, não olharia para elas de certeza. Mas realmente, depois de experimentar as peças, adorei-as. Agora consigo arriscar um bocadinho mais também.

4. Quais foram os aspectos que sentiu mudarem em si depois da experiência com a consultoria de imagem?

Penso que foi como conjugar as peças de forma a favorecer-me e a favorecer a minha imagem. Este foi o aspecto mais importante e que sigo até hoje. E sinto-me um bocadinho mais vaidosa também, do que me sentia na altura, mais estilosa!

5. Sente-se uma mulher mais confiante agora?

Sim, bastante mais. Contudo, sinto que ainda tenho algum percurso a percorrer nesse sentido, mas sinto que estou no caminho certo e que estou a trabalhar para isso. Ter a Dress ao meu lado é muito bom, porque nos dá uma confirmação do que nestas alturas precisamos.

6. Recomendaria a Dress a outras mulheres?

Sim, sem dúvida. Estou sempre a recomendar a Dress a amigas minhas e a familiares. As mulheres com quem falo sobre a Dress mostram-se sempre muito interessadas. Mas ao mesmo tempo, também noto que há ali uma certa relutância em pedir ajuda, porque há uma certa estranheza relativamente ao papel da Dress na sociedade. Esta organização oferece estes serviços todos gratuitamente: “Será que sou merecedora disso?” E este tipo de apoio é muito importante, especialmente numa sociedade que infelizmente ainda é bastante machista. A mulher ainda é descriminada a nível profissional e a nível pessoal.  Portanto, este tipo de organizações são muito importantes, porque as mulheres precisam deste empurrão. Grande parte de nós, ainda somos muito postas num segundo plano.

Entrevista realizada por Filomena Gonçalves em Junho de 2021

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Artigos recentes

X de Infinito: a história da Marta

Apresento – vos hoje uma Mulher inspiradora que conquista qualquer pessoa através da sua energia de Amor e Sabedoria. O seu nome é Marta H., tem 36 anos e nasceu com o sol em balança

X de Infinito: a história da Ana

Conheçam a Ana Rendall – (praticamente) nascida e criada em Oeiras, tem agora 30 anos e formou-se em psicologia clínica. Por voltas que a vida dá, não exerce a função para a qual estudou, tendo

X de Infinito: a história da Elba

Elba Cruz Ramos, beneficiária da Dress For Success Lisboa, formada em Direito e profissional no Ramo Imobiliário, fala-nos da sua história pessoal, os seus desafios e o contributo da DFS para a sua vida atual.

X de Infinito: a história da Isabel

Isabel Lopes Ferreira, tem 57 anos, cientista, funcionária pública. A família e o trabalho são os pilares. Analítica e focada em fazer bem feito. Inovadora e sem medo de encarar mudanças, impulsionando-as. Estudiosa por natureza,

X de Infinito: a história da Manoela

Coragem é a palavra que frequentemente define as nossas beneficiárias, mas desta vez tem um significado especial. A Carla Manoela foi entrevistada e existem outras palavras que ressaltam quando falamos com ela. Honestidade, simpatia, compreensão

X de Infinito: a história da Cardomina

1. Fale-nos da sua vida atual, nomeadamente, qual é a sua situação e ramo profissional e também se tem um agregado familiar, etc. Vou começar por falar que comecei a trabalhar no dia 1 de